ISVOUGA ISVOUGA
ISVOUGA Licenciaturas Bolsas de Estudo Emprego Contactos
Opções Gerais
   
 
  Caixa de Sugestões  
 
  Enews  
 
  Erasmus +  
 
  Bolsa de Emprego Online  
 
 Você está em:  Início  >  Notícias

A Segurança das Crianças na Internet

Jornadas & Encontros EDV Digital

A ADReDV através do Projecto EDV Digital, no âmbito do subprojecto Jornadas e Encontros EDV Digital, e em colaboração com o ISVOUGA realizou no passado dia 9 de Março, na Escola Secundária Oliveira Júnior, a apresentação do tema: "A Segurança das Crianças na Internet". Esta sessão contou com a presença de Rui Costa, Representante da ADReDV - Agência de Desenvolvimento Regional entre Douro e Vouga, Fátima Roldão, Vereadora do Pelouro da Educação da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Mário Coelho, Presidente do Conselho Executivo da Escola Secundário Oliveira Júnior, Luís Ferreira, Director-Geral do EDV Digital e Paulo Dias, Professor Catedrático do Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho.
Luís Ferreira, inicia a sua intervenção com uma breve apresentação do projecto EDV Digital, caracterizando-o como um projecto promovido pela ADReDV e que integra os 5 concelhos do EDV e o concelho de Sever do Vouga. Apresenta uma introdução ao tema, chamando a atenção da importância para o conhecimento das regras de utilização desta ferramenta. Termina o seu discurso, fazendo uma breve apresentação do percurso profissional do orador, Paulo Dias, passando-lhe a palavra.
Paulo Dias começa por fazer uma contextualização do tema referindo que "(...)ser cidadão numa comunidade de informação implica competências e um modo de estar diferenciado. E é esse modo de estar que passa por um conjunto de regras que são profundamente importantes junto da nossa população jovem. A Internet é uma janela, uma janela de oportunidades, de acesso ao conhecimento, à informação (...)", mas é "(...) também uma porta de entrada de tudo e de qualquer coisa." Enfatiza a importância em desenvolver uma literacia que permita aos utilizadores desta ferramenta saberem manuseá-la, sem correrem risco.
Após a contextualização do tema, apresenta um vídeo sobre as questões fundamentais no domínio da segurança, quais as regras básicas de segurança na Internet destacando: manter a identidade privada, não marcar encontros com pessoas que se conhece através da Internet, não responder a mensagens de e-mail que sejam ofensivas.
Paulo Dias chama, ainda, a atenção para a necessidade de ensinar as nossas crianças a utilizar a Internet, ferramenta que deve ser vista como um meio de desenvolvimento, mas se correctamente utilizada para esse fim. O orador, passa, então, a apresentar o Projecto Suguranet que integra a rede europeia Safer Internet e que tem como objectivo sensibilizar alunos, professores, pais e comunidade em geral para os desafios e riscos da Internet. Há que chamar a atenção das pessoas para a necessidade de mudança de atitude que tem a ver com a construção da Cultura Digital. Apresenta uma parceria constituída no país pelas Universidades do Minho, de Aveiro, de Évora e do Algarve e do CRIE - Grupo de Comissão de Computadores, Redes e Internet na Escola, que a coordena.
Paulo Dias alerta que para a construção de uma Cultura Digital é necessário perceber quem somos, como utilizamos a Internet, mais particularmente como é que os nossos jovens utilizam a Internet. Para isso apresenta um estudo realizado pela Eurobarómetro que mostra que 31% dos jovens, em Portugal, utilizadores da Internet são menores de 18 anos; utilizam a Internet, maioritariamente, na Escola (26% contra 10% em Casa, muito abaixo da UE), o que reforça a responsabilidade nesta matéria para a Escola. Através deste estudo, Paulo Dias mostra-nos ainda que relativamente à preocupação de existência de regras na utilização da Internet e seu conhecimento, Portugal fica nos 20% contra os 45% da UE; que 68% dos inquiridos afirmam é necessário que a família tenha informação sobre protecção das crianças; enquanto que no que concerne à questão que visa captar se a criança sabe o que fazer perante uma experiência desagradável na Internet: 27% responde não e 39% que diz que sim.
De seguida apresenta um estudo feito a 838 alunos (38% género feminino e 62% género masculino) que nos revela o seguinte: os alunos que mais utilizam a Internet na Escola são os que se encontram no 9.º ano, maioritariamente estes jovens têm acesso à Internet sem acompanhamento de adultos e não têm dúvidas sobre o que podem ou não revelar on-line, no entanto dizem não ter problema em revelar o nome próprio ou a idade e responde na "mesma moeda" a propostas que o incomodem.
Finalmente apresenta um estudo feito a 677 professores (48% género feminino e 52% género masculino) que nos evidencia o seguinte: as faixas etárias que mais utilizam a Internet são as que ficam nos intervalos dos 30 aos 39 anos e nos dos 40 aos 49 anos; maioritariamente utiliza a Internet mais de 15 horas semanais; grande parte não sabe se existe uma política formal na escola de utilização da Internet, assim como não sabe se os computadores da escola estão protegidos; no entanto a maioria dos professores respondem que o nível de segurança de utilização desta ferramenta na escola é média; a preocupação dos professores face a esta matéria revelou-se mediana. Mesmo assim, Paulo Dias afirma que as escolas e os professores estão cada vez mais atentos à problemática que é a segurança na Internet.
Para concluir a sua intervenção, Paulo Dias alerta para a necessidade, crescente, de se chamar a atenção dos pais para esta realidade. "Os pais são a âncora para o sucesso da educação, da aprendizagem, da construção de conhecimentos. Se não houver uma âncora familiar é muito difícil conseguirem mudar e desenvolver uma sociedade (...) e neste caso também é e será muito difícil (...) desenvolver regras ou conhecimentos sobre o que são as regras de segurança mínimas para navegar na Internet", concluindo que a família não poderá passar toda a responsabilidade para a Escola, como cada vez mais acontece.

Publicado em: 15-03-2006


Página gerada em: 2018-11-17 às 11:08:36 © COPYRIGHT ISVOUGA - 2006-2018
helpdesk@isvouga.pt