ISVOUGA ISVOUGA
   ISVOUGA Licenciaturas Bolsas de Estudo Emprego Contactos
Opções Gerais
   
 
  Caixa de Sugestões  
 
  Enews  
 
  Erasmus +  
 
  Bolsa de Emprego Online  
 
 Você está em:  Início  >  Notícias

Conselho Consultivo analisa e propõe novas esferas de intervenção para o ISVOUGA

No dia 30 de novembro realizou-se a reunião anual de Conselho Consultivo com a presença de representantes das seguintes entidades:
Associação de Municípios Terras de Santa Maria da Feira,
Associação Empresarial de Santa Maria da Feira,
Azevedos Industria, SA,
Câmara Municipal de Santa Maria da Feira,
Cenfim,
Centro de Emprego e Formação Profissional de Entre Douro e Vouga,
Cincork,
Corticeira Amorim, SA,
IDIT,
Simoldes Plásticos, SA,
Turisfeira, SA,
Zona Verde, Lda.
O Presidente e outros representantes do Conselho de Administração da Fundação Terras de Santa Maria da Feira, entidade titular do ISVOUGA, o Presidente do Conselho Técnico-Científico do ISVOUGA, a Provedora dos Estudantes, o Presidente da Associação de Estudantes, o Presidente da Associação de Antigos Alunos, o Assessor da direção, a Diretora, e a título de convidados: o Coordenador da licenciatura em Engenharia de Produção Industrial e a técnica responsável pelo SIAP-Serviço de Integração e Acompanhamento Profissional.
No âmbito da referida reunião, que teve como pontos da ordem de trabalhos: 1- projetos em curso; 2 - perspetivas de sinergias com as entidades presentes; 3 - outros assuntos, o ISVOUGA, através dos elementos da direção, identificou as principais ações apresentadas em sede do seu plano de atividades 2015/16, ressaltando as que foram já impulsionadas, designadamente, o início de funcionamento de uma licenciatura em Solicitadoria, de um CTSP em Criação e Gestão de Negócios, de uma Pós-graduação em Marketing Digital e Comércio Eletrónico (3ª edição), a conceção de dois segundos ciclos: um em Gestão de Empresas, outro em Comunicação de Marketing Empresarial e a instrução de um pedido de funcionamento à DGES de um CTSP em Gestão de Turismo, bem como a conceção de duas novas Pós-graduações, com início previsto para 4 de Março, em Marketing Turístico e Gestão de Talento, respetivamente.
De entre as ações previstas relevou-se a disponibilidade da instituição em apoiar as empresas para os processos de candidatura à medida "Cheque Formação" e solicitaram-se contributos no sentido de se identificarem:
- áreas de formação a desenvolver que possam de alguma forma ir ao encontro das necessidades das entidades representadas, com vista a potenciar a respetiva capacidade de intervenção no mercado;
- ideias que possam ajudar o ISVOUGA a garantir taxas de empregabilidade, ao nível dos CTSP, que permitam o financiamento futuro deste tipo de formação e a desejável continuidade destes projetos de formação, conducentes ao nível 5 do quadro nacional de qualificações.
De entre os vários contributos facultados, o ensino das línguas aplicadas aos negócios foi sugerido, bem como a formação de linguagem de programação a crianças e jovens, como futura ferramenta de trabalho dos mesmos, a criação de cursos de especialização em programação e cursos de desenvolvimento de competências em TIC, estes últimos para licenciados de áreas diversas, fomentando-se assim uma maior familiaridade e apetência por áreas relativamente às quais o mercado revela escassez de recursos humanos. De entre as sugestões apresentadas, surgiu também a ideia de o ISVOUGA criar um “espaço” de transferência de conhecimento que permita aos alunos finalistas treinar a aplicação dos mesmos de forma mais próxima dos contextos reais de trabalho. Na sequência desta última proposta, a diretora fez referência aos contextos de transferência de conhecimento dinamizados em sede dos ciclos de estudo promovidos no Instituto, ressaltando a importância dos Estágios, das Unidades Curriculares de Projeto e da realização de trabalhos com fins multidisciplinares, ou seja com vista à avaliação em sede de várias unidades curriculares, tentando-se, dessa forma, retratar as dinâmicas de trabalho o mais próximo do real, possível. Uma outra sugestão facultada ao ISVOUGA consistiu na abertura de portas às empresas para uma visita aos espaços, equipamentos e sobretudo com vista a uma maior consciencialização, por parte das mesmas, relativamente às dinâmicas promovidas no ISVOUGA e todo o trabalho em desenvolvimento.
Em geral, a diretora fez ainda menção a dinâmicas tais como: a UAFES-Unidade de Apoio à Frequência do Ensino Superior, ao EmpreendLab, agora com valências suportadas pela Oficina Jurídica do ISVOUGA e à importância da obtenção do Estatuto de Empresa Amiga, enquanto motor de apoio e facilitador à adesão dos estudantes ao Programa Erasmus Plus e intercâmbios Internacionais, à prossecução de estudos por parte dos colaboradores das empresas, ao apoio a estudantes com carência social e ao mérito académico.



























Publicado em: 01-12-2015


Página gerada em: 2017-08-16 às 18:28:37 © COPYRIGHT ISVOUGA - 2006-2010
helpdesk@isvouga.pt