ISVOUGA ISVOUGA
ISVOUGA Licenciaturas Bolsas de Estudo Emprego Contactos
Opções Gerais
   
 
  Caixa de Sugestões  
 
  Enews  
 
  Erasmus +  
 
  Bolsa de Emprego Online  
 
 Você está em:  Início  >  Notícias

Retrospectivas: Empresa Couto S.A

Ciclo de Exposições

O ISVOUGA dedica esta 6.ª Exposição da série "Retrospectivas" à Empresa Couto S.A., produtora da Pasta Dentífrica Couto, do Restaurador Olex, entre outras marcas. Nesta exposição o ISVOUGA apresenta um conjunto de imagens publicitárias e fotografias das instalações fabris onde são produzidos os dois produtos bem como um conjunto de objectos pertencentes à colecção da empresa.

A génese da firma, com sede no Largo S. Domingos no Porto, remonta a 1918 com o nome de Flôres e Couto, que perdurou até 1931 altura em que passou a denominar-se Couto, Lda., sendo a sua administração da exclusiva responsabilidade do Sr. Alberto Ferreira Couto.

Das marcas que produz destaca-se, pela notoriedade e prestígio, a Pasta Couto. Foi na década de 30 que Alberto Ferreira Couto, auxiliado por um amigo dentista, quis desenvolver um produto para reduzir os casos de infecção gengival e limitar o fenómeno crescente da retracção das gengivas. Assim, após várias experiências, criou a primeira fórmula da pasta, registada pela primeira vez no Porto, a 13 de Junho de 1932. O sucesso foi quase imediato e a Pasta Medicinal Couto entrou nas casas portuguesas e começou a fazer parte do dia-a-dia da população.

A Pasta Medicinal Couto contribuiu decisivamente para a mudança dos hábitos de higiene oral dos portugueses e foi igualmente pioneira ao apostar em publicidade. Desde os spots televisivos aos outdoors, a Pasta Medicinal Couto marcou a sociedade portuguesa do século XX. Era a pasta que andava na boca de toda a gente. A imagem publicitária de um homem a fazer andar à roda uma cadeira presa pelos seus dentes – só possível graças à Pasta Medicinal Couto – ficou guardada no baú de recordações dos portugueses.

Passados vários anos desde a sua criação, ainda hoje é produzida de forma semi-artesanal, sem recurso a ingredientes de origem animal. Mantém o design retro da embalagem original e continua a ser recomendada para limpeza diária dos dentes e boca. Desde Outubro de 2001, devido a directrizes comunitárias que limitavam o uso da palavra medicinal, o produto passou a denominar-se Pasta Dentífrica Couto. Para além desta marca, a empresa possui, desde Setembro de 1969, uma linha de produtos capilares com a finalidade de escurecer os cabelos brancos e melhorar a sua aparência – falamos do igualmente emblemático Restaurador OLEX.

Agradecimentos: Couto, S. A.: Alberto Gomes da Silva; Hernani Roch

Publicado em: 13-11-2009


Página gerada em: 2018-11-20 às 19:59:53 © COPYRIGHT ISVOUGA - 2006-2018
helpdesk@isvouga.pt